Perguntas Conflitantes em Escatologia

Código: UBFMF9APW Marca:
R$ 34,90
Comprar Estoque: Disponível
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

1. Porque o ex-ladrão estaria no paraíso prometido por Cristo na sexta-feira, se Cristo mesmo só ressuscitaria no domingo?

R. Para tal interrogação ser respondida com propriedade, precisaremos “apelar” para o contexto geográfico do local. O paraíso ou seio de Abraão (Lc 16. 19-26), antes da ressurreição de Cristo era localizado no próprio hades, separado “apenas” por um abismo (Lc 16. 23), quando Jesus morreu, desceu às partes mais baixas da terra (Ef 4. 8), e levou “cativo”, termo em grego h)xmalw/teusen, êkhmalôteussen”,está no indicativo aoristo ativo, que nos trás a ideia de pessoas capturadas em guerra, isto é, Jesus levou às pessoas justas, crentes que estavam até então no seio de Abraão ou paraíso, e levando-os para cima. Este novo lugar é identificado pelo apóstolo Paulo, como “terceiro céu” (2 Co 12. 2-4). Quando Jesus disse ao ex-ladrão, que na sexta-feira mesmo, isto é, naquele mesmo dia, eles estariam juntos no paraíso, é porque o paraíso ou seio de Abraão, ainda não tinha sido “esvaziado”, sendo assim, Cristo, morreu, desceu ao hades e proclamou vitória, em seguida os transportou para o novo ambiente.  Agora na nossa dispensação, quando um servo de Deus morre, em vez de ele ir para o seio de Abraão no hades, ele vai agora para o terceiro céu, conforme a harmonização dos seguintes textos (Lc 16. 23; Ef 4. 8-10; 2 Co 12. 2-4).

R$ 34,90
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

Faculdade Teológica e Apologética Cristã Dr. Walter Martin

Pague com
  • PagSeguro
Selos
  • Site Seguro

Faculdade Teológica e Apologética Cristã Dr. Walter Martin - CNPJ: 08.987.618/0001-07 © Todos os direitos reservados. 2017